TIM ENCERRA O SEGUNDO TRIMESTRE DE 2021 COM ALTA DE 154,7% NO LUCRO LÍQUIDO

 

 

 

A TIM fecha o segundo trimestre de 2021 com resultados que comprovam a solidez de sua gestão operacional e financeira. Na comparação com o segundo trimestre de 2020, os números são bem expressivos, principalmente por estabelecer um comparativo com o momento inicial da pandemia, quando foi mais intenso o impacto do isolamento social das pessoas e da suspensão de muitas atividades econômicas. O lucro líquido, por exemplo, tem alta de 154,7%, totalizando R$ 681 milhões no período.

Esse resultado demonstra a capacidade da TIM de se adaptar às circunstâncias adversas, seguindo uma trajetória positiva. A companhia registra no segundo trimestre uma receita de serviços de R$ 4.226 milhões, evolução de 8,7%, impulsionada pelas receitas do fixo e móvel, com alta de 11,1% e 8,5% respectivamente. Já no EBITDA, o aumento é de 5,9% na comparação anual. Já são mais de 20 trimestres consecutivos de elevação nesse indicador.

Um aspecto relevante é que a TIM segue obtendo bons resultados financeiros buscando ser cada vez mais inclusiva e sustentável. O compromisso social e ambiental da companhia vem desde o tempo em que ainda nem se usava o termo ESG. Esse histórico acaba de ser coroado com um fato notável: a TIM está à frente da maior emissão já realizada no Brasil de debêntures vinculadas a compromissos ESG, no valor de R$ 1,6 bilhão.

 

 

 

 

ESG: CADA VEZ MAIS COMPROMETIDA COM A INCLUSÃO, SUSTENTABILIDADE E ÉTICA


 

A TIM mantém seu compromisso com os objetivos ESG, que assumiu perante a sociedade brasileira. A empresa emitiu R$ 1,6 bilhão em debêntures de caráter sustentável vinculadas a estas metas, na maior operação do gênero já feita no país e a primeira no setor de telecomunicações. Todos os recursos arrecadados serão destinados para investimentos em infraestrutura, em operação coordenada pelo Itaú BBA. Os títulos, do tipo SLB (Sustainable Linked Bond), são ancorados em duas metas, uma ambiental e outra social, visando ao aumento de 80% na ecoeficiência no tráfego de dados até 2025 e à cobertura da rede 4G para todos os municípios do país até 2023.

Comprometida com a meta de ampliar para 35% a representatividade feminina em seus quadros de liderança, a TIM acaba de lançar um projeto que reúne grandes empresas de diferentes segmentos para acelerar o desenvolvimento de carreiras e ampliar o acesso das mulheres ao mercado de trabalho. A iniciativa acontece por meio do app Mulheres Positivas, que funciona como plataforma digital para o empoderamento feminino, com oferta de vagas e cursos de capacitação. Há ainda uma mentoria intercompany com colaboradoras das empresas participantes. No trimestre, reforçando ainda mais a sua política de diversidade e inclusão, a operadora ingressou no Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.

Ações como estas renderam o reconhecimento internacional pela GSMA — grupo que reúne mais de mil operadoras no planeta — com o Global Mobile Awards, com a empresa tendo sido vencedora na categoria diversidade em tecnologia.

MAIS RECEITA NO PRÉ E NO PÓS - PAGO

 

A TIM segue com resultados consistentes na rentabilização da sua base de clientes. O ARPU (Receita Média Mensal por Usuário) registra aumento de 10,3% ano sobre ano, fechando em R$ 25,8. A aceleração desse indicador, que cresce há 22 trimestres consecutivos, é explicada por melhorias nos desempenhos tanto do pré-pago quanto do pós-pago, refletindo a estratégia assertiva da TIM no processo contínuo de monetizar sua base de clientes através das migrações para planos de maior valor. 

Já a receita do serviço fixo totalizou R$ 283 milhões neste trimestre, um aumento de 11,1% quando comparada ao 2T20. A TIM Live continua sendo o principal elemento para essa performance que avançou 21,0% A/A, representando aproximadamente 63% da receita de serviço fixo.

MAIS DE 4,2 MIL CIDADES COM 4G

Levar conectividade e melhorar a qualidade de vida das pessoas é um dos pilares da estratégia de expansão de rede da TIM. Líder na cobertura 4G no Brasil, a operadora segue no seu compromisso de levar a tecnologia a todos municípios do Brasil até 2023. Até junho, 4.277 localidades já haviam sido contempladas com rede de quarta geração, sendo 3.608 com o uso da frequência 700MHz, que oferece maior penetração do sinal e qualidade para os usuários. A tecnologia VoLTE (Voz sobre a rede LTE) chegou a 4.262 cidades, reforçando a meta da operadora de levar a qualidade HD nas ligações para sua base a melhoria na experiência dos usuários.

 

E a expansão não para em prol da inclusão digital do país. Utilizando soluções sustentáveis e de baixo impacto ambiental e econômico em linhas com as políticas ESG, a TIM já ativou 224 sites do projeto SkyCoverage para levar o 4G a regiões remotas e sem cobertura.

Aliada à constante expansão do 4G, a TIM chega a 3.656 cidades com a tecnologia NB-IoT, permitindo o avanço da chamada Indústria 4.0 e aplicações de IoT com segurança, flexibilidade e sustentabilidade não apenas nas grandes cidades, mas também nos municípios mais afastados das capitais, como o campo. Líder no agronegócio no Brasil, com mais de seis milhões de hectares cobertos, a operadora continua conectando máquinas e pessoas para apoiar a transformação e inclusão digital

 

TAC: COMPROMISSOS ANTECIPADOS

Após um ano do compromisso assumido com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) por meio do Termo de Ajustamento de conduta (TAC), a TIM superou as metas de ampliação da cobertura 4G. A operadora levará o sinal 4G para os municípios que ain- da não contam com essa tecnologia ou serviços de conectividade, beneficiando mais 2,6 milhões de pessoas nas regiões Norte e Nordeste, e nos estados de Goiás e Minas Gerais.

O Nordeste foi a região mais contemplada, com 62% das localidades que passaram a ser cobertas pelo sinal. Até dezembro, a TIM atenderá a mais 140 municípios no país, um ano antes do previsto. No fim de 2020, a operadora já havia chegado a 210 cidades — dez a mais do que o cronograma original estabelecido pelo TAC para os seis primeiros meses do acordo firmado com a agência reguladora.

 

SOBRE A TIM

“Evoluir juntos com coragem, transformando tecnologia em liberdade” é o propósito da TIM, que atua em todo o Brasil com serviços de telecomunicações, focada nos pilares de inovação, experiência do cliente e agilidade. A empresa é reconhecida por liderar movimentos importantes do mercado desde o início de suas operações no país e está à frente da transformação digital da sociedade, em linha com a assinatura da marca: “Imagine as possibilidades”. É, desde 2015, líder em cobertura 4G no Brasil, conectando, inclusive, o campo para viabilizar a inovação no agronegócio. Foi pioneira na ativação de redes 5G no país, com a criação dos Living Labs em 2019, e está pronta para a próxima geração de redes móveis.

A TIM valoriza a diversidade e promove uma cultura sempre mais inclusiva, com um ambiente de trabalho pautado no respeito. A companhia atua comprometida com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança e, por isso, integra importantes carteiras da bolsa brasileira, como a do S&P/B3 Brasil ESG, do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) e do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), sendo operadora por mais períodos consecutivos – 13 anos – nesta lista. Faz parte ainda do Novo Mercado da B3, reconhecido como nível máximo de governança corporativa, e foi a primeira empresa de telefonia reconhecida pela Controladoria-Geral da União (CGU) com o selo “Pró-ética” e a obter a certificação ISO 37.001. Por meio do Instituto TIM, já beneficiou mais de 700 mil pessoas desde 2013, democratizando ciência, tecnologia e inovação em 500 municípios de todo o Brasil. Para mais informações, acesse www.tim.com.br


Assessores